+55 11 5051.2055

verea@verea.com.br

Especialidades: Hipnose dinâmica

Mudar para melhor!

Você conhece a hipnose dinâmica? Imagina como acontece um ato médico que utiliza a hipnose?

Quando se fala em hipnose dinâmica, muitas pessoas ainda acreditam que a técnica é um ato de magia. Na verdade, a hipnose é uma simples ferramenta, um ato médico, que proporciona ao paciente um estado profundo de concentração, através da diminuição da consciência periférica. O tratamento com hipnose dinâmica possibilita o contato com o inconsciente; ou seja, com as emoções que não passam pelos julgamentos, críticas e avaliações da mente consciente. A partir da comunicação com o inconsciente, o paciente reconhece seus reais sentimentos (desejos, medos, angústias, dúvidas, paixões) e, desta forma, consegue reordená-los; reorganizá-los de uma maneira que proporcionem bem-estar e equilíbrio pessoal.

O Tratamento com a Hipnose Dinâmica

Como em qualquer outro tratamento de doenças psicossomáticas, na primeira consulta o médico avalia o problema do paciente. O diferencial é que, já no encontro inicial, é feito um teste de indução hipnótica para que os caminhos da terapia sejam definidos. No decorrer das consultas, o médico utiliza a Hipnose dinâmica para a indução a um estado alterado da consciência.

A HIPNOSE DINÂMICA utiliza a COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL para a indução a um estado alterado de consciência. Essa indução leva no máximo de 3 a 4 minutos e o paciente continua consciente. Ela se diferencia da Hipnose Tradicional pela eficácia e pelo tempo para indução que, na Hipnose Tradicional gira em torno de 20 a 30 minutos. Através da Comunicação Não Verbal estabelece-se um código de comunicação entre médico e paciente fundamental para o desenvolvimento do tratamento. A grande vantagem da técnica é que o contato com o inconsciente é facilitado, proporcionando um tratamento mais assertivo e com resultados práticos.

O Método Oferece Algum Risco?

A Hipnose Dinâmica é uma ferramenta de tratamento que não causa nenhuma espécie de dano e não pode, em hipótese nenhuma, obrigar ninguém a cometer atos contrários aos seus princípios, devido aos níveis de tolerância que cada indivíduo possui. É válido salientar que ninguém pode ser hipnotizado se não quiser; se não permitir.

Instituto Verea

O Instituto Verea dedica-se ao atendimento clínico, individual e em grupo de pessoas para a melhora e a cura de distúrbios de origem psicossomática como fobias, medo de dirigir ou de andar de avião, síndrome do pânico, tabagismo, drogas, álcool, problemas sexuais, entre outros e presidido pelo Dr. Leonard F. Verea.

Dr. Leonard F. Verea

Dr. Verea é médico psiquiatra pela Faculdade de Medicina e Cirurgia de Milão, Itália, especializado em Medicina Psicossomática e Hipnose Clínica, é presidente da Sociedade Brasileira de Hipnose Clínica e membro da CID CNV Istituto di Psicologia Analogica e di Ipnosi Dinamica, SIMP - Societá Italiana di Medicina Psicosomatica, Roma-Italia, The International Society for Medical and Psychological Hypnosis, New York-EUA, ABMP - Associação Brasileira de Medicina Psicossomática e a Sociedade Brasileira de Hipnose.

Dr. Leonard Verea

É médico psiquiatra formado pela Faculdade de Medicina e Cirurgia de Milão, Itália. Especializado em Medicina Psicossomática e Hipnose Clínica, o Dr. Verea é membro de diversas entidades nacionais e internacionais, como o CID CNV Istituto di Psicologia Analogica e di Ipnosi Dinamica, SIMP - Societá Italiana di Medicina Psicosomatica, Roma-Italia, The International Society for Medical and Psychological Hypnosis, New York-EUA, ABMP - Associação Brasileira de Medicina Psicossomática e a Sociedade Brasileira de Hipnose.

Atuando no Brasil desde 1985 como Clínico Geral e Hipnoterapeuta, ministra também grande parte dos cursos e palestras oferecidos pelo Instituto Verea. É Presidente da Sociedade Brasileira de Hipnose Clínica e Dinâmica.

Além do Instituto, o Dr. Leonard criou e dirige a UNICAP, empresa voltada à implementação e manutenção das condições de saúde e segurança no ambiente de trabalho.

Conheça o blog do Dr. Leonard Verea.